História



A História do Vitória se confunde com a própria história do futebol da Bahia. Um dos primeiros clubes de futebol do Brasil (apontado erradamente em muitos sites do rubro-negro junto com o Paulistano -SP, este sim, de 1900, o Palestra Itália-SP, atual Palmeiras, fundado em 1914, o Pelotas-RS, de 1908 e o Flamengo-RJ, cujo departamento de futebol é de 1912), o Vitória nasceu da iniciativa pioneira dos irmãos Artur e Artêmio Valente. Vindos de uma tradicional família baiana, adquiriram o gosto pelo esporte na Inglaterra, onde estudavam, o que explica a constituição majoritária de torcedores das classes mais abastadas da sociedade soteropolitana na formação da torcida rubro-negra. Ao retornar ao Brasil, trouxeram na bagagem a paixão pelo futebol, que iria acabar contagiando todo o país.

Inicialmente, o Vitória se dedicava apenas ao cricket, que é uma espécie de futebol, porém jogado também com as mãos. Apenas um ano após a fundação é que o clube começou a praticar o futebol. Ainda com o nome de Club de Cricket Victoria, em 1899, era um grupo forte, formado pelos mais representativos jovens da sociedade baiana, em sua maioria, atletas.

O primeiro confronto foi com o International Sport Club, um time formado às pressas por integrantes das tripulações dos navios ingleses atracados no porto. A partida de estréia, no dia 22 de maio de 1901, teve como resultado um triunfante Victoria 3 x 2 International. Foi a primeira de muitas conquistas.

Por motivos financeiros, o Vitória entrou em campo com camisas alvi-negras, e não com o já tradicional vermelho e preto (o padrão preto e branco era mais barato). Apenas em outubro de 1901, quando por sugestão de César Godinho Espínola, ex-remador do Flamengo, o time adotou o vistoso rubro negro de seus uniformes. Nessa mesma época, o Vitória passou a se chamar Sport Club Victoria, já que o crícket não seria mais sua única atividade. O futebol nessa época era apenas uma categoria amadora. Foi a partir de 1905, com a compra de uma sede na Barra, que o Vitória passou a ser chamado de "Leão da Barra". O Leão foi em homenagem aos leões que ainda hoje podem ser vistos na entrada da mansão dos Valente, no Corredor da Vitória, onde o time foi fundado.

A estréia profissional do Vitória (já com o uniforme rubro negro) foi em 13 de setembro de 1903. Numa partida sensacional, o Leão derrotou o São Paulo-Bahia, time formado por integrantes da Colônia Paulista, por 2 x 0. Em 1904, muitos outros times já tinham sido fundados na Bahia. O futebol não era um esporte tão desconhecido para o público. Grandes platéias se formavam para assistir aos jogos, ao som de bandas de música e fanfarras. O Vitória mostrava, já nessa época, o espírito empreendedor e arrojado que o acompanha até os dias de hoje. Nesse ano, o Vitória foi um dos fundadores da primeira Liga de Futebol da Bahia, que iria organizar o primeiro campeonato baiano, no ano seguinte. O International Sport Club levou a taça, enquanto o Vitória conquistou o 3º lugar.